Google+ Endorfinando - Paixão por Esportes: 2017

quarta-feira, outubro 25, 2017

Empreender = Endorfinar

Faz tempo que não escrevo neste que nada mais é do que um arquivo pessoal de treinamentos, provas e lembranças, afinal, quando tiver meus 120 anos poder revisitar essas páginas virtuais na cia dos meus bisnetos e tataranetos e vislumbrar esses momentos de Endorfina.


Faz tempo que não escrevo justamente pq em 2017 embarquei em um projeto pesado, que consome muito tempo que é o empreender, a ideia inicial era uma lanchonete virtual (que atende via APPs) e que hoje vai abraçar tb a viagem de abertura ao público.


E depois de quase 8 meses nesse barco estava refletindo, o esforço de empreender neste pais, as margens de manobra em meio a tempestade e tantas outras questões reflete bem com o tema deste blog, que é a endorfina, afinal tem que endorfinar muito para se manter motivado e guiando sempre em frente, vencer opiniões que nada agregam, escutar as opiniões sinceras e verdadeiras e sempre olhar as coisas com ótica construtiva.


Ainda preso na Matrix mas com um pouco mais de autonomia da vida dentro da Matrix, fica o convite para em Novembro conhecerem a loja do Theo’s Hot Dog, a única loja cujo dono é um simpático vira-lata administrada por seu tutor 😉








quinta-feira, fevereiro 16, 2017

Review Cadence Sensor Bontrager

Quando comprei a Riff 50 SR, resolvi colocar o sensor de cadência da Bontrager pois o mesmo custa cerca de 1/3 do valor do Garmin (cujo qual eu tenho em outra bicicleta).


Apenas para situá-los eu utilizo o Garmin Fenix 3 com o suporte para o guidão da bicicleta.
Infelizmente a opção por esse sensor mostrou-se um grande erro, apesar da marca ser ótima e pertencer a Trek ele me frustrou e muito, talvez eu tenha dado azar e pego um sensor com defeito ou talvez a interface dele com o Garmin não seja das melhores, não sei, o que sei é que ele não me atende.

Primeiro não estava conseguindo fazer o Fenix 3 reconhece-lo, troquei a bateria e consegui, no entanto ele oscila durante a pedalada, além de ter uma resposta mais lenta que o meu sensor da Garmin (você começa a pedalar e ele demora a mostrar no relógio o resultado), ele simplesmente para a marcação durante as pedaladas e volta quando "bate a vontade nele".
Enviei um email a Trek que afirmou que provavelmente o meu modelo estava com defeito mas ao ler foruns na internet vi que o modelo vem decepcionando ciclistas em todos cantos do mundo, ainda acho que o problema seja na compatibilidade com o Garmin mas enfim, a lição que ficou disso é que sempre temos que tomar cuidado com opções genéricas e mais baratas :( .

quinta-feira, janeiro 12, 2017

Google+