Google+ Endorfinando - Paixão por Esportes: Coração Valente - Treine e entre em forma

segunda-feira, junho 30, 2008

Coração Valente - Treine e entre em forma

Todo cara esperto deveria se preocupar com o seu coração - seja aos 20, 30 ou 40 anos. Se você faz questão de malhar todos os músculos do corpo, deveria estender o cuidado ao mais importante deles. Assim, além de ganhar mais fôlego e resistência, afasta o risco de doenças cardíacas, como hipertensão e infarto. A melhor maneira de aprimorar sua capacidade cardiorrespiratória é por meio do treino aeróbico. Quer dizer, incorporando à sua rotina caminhada, corrida e bike, mas com disciplina e método. Por isso, decidimos dar um empurrão e oferecemos um programa pronto para você alcançar um ótimo nível de condicionamento em apenas quatro semanas, seja qual for sua idade. E, junto, entregamos de bandeja um cardápio energético para ajudá-lo a encarar o desafio.


O músculo mais exigido
- O coração funciona como a casa das máquinas do organismo, bombeando sangue oxigenado até os tecidos, órgãos e músculos. Aliás, ele é um músculo também - e o mais exigido de todos ao longo da vida. "Exercícios ajudam a fortalecê- lo, como qualquer outro músculo", explica Michael Crawford, chefe da clínica de cardiologia da Universidade da Califórnia (EUA). O órgão pesa aproximadamente 300 gramas e é do tamanho da sua mão fechada. Com um programa e1 ciente de exercícios, ele pode chegar a medir - acredite - duas mãos! E o aumento em tamanho e força faz com que ele bombeie mais sangue a cada batida.

Por outro lado, se você não pratica nenhuma atividade física, ele trabalha com menos e1 ciência. Pior: sedentarismo aliado a dieta inadequada, rica em gorduras, geralmente é sinônimo de obesidade e formação de ateromas. "São placas de gordura que se formam nas artérias e obstruem a circulação sangüínea, causando infarto ou acidente vascular cerebral (derrame)", explica o cardiologista Mario Maranhão, consultor da Organização Mundial de Cardiologia e da Men's Health.

Ah, você é sedentário mas não está muito acima do peso ideal? Só carrega uns pneus na cintura, nada mais? Ruim para você. No ano passado, cientistas da Universidade do Texas (EUA) descobriram que mesmo uma barriga discreta pode ser sinal de propensão para doenças cardíacas. Esses pesquisadores estabeleceram a circunferência da cintura como principal referência para esse risco, mais do que a relação entre peso e altura, critério até então o preferido dos médicos. A explicação é que todos temos dois tipos de gordura: a subcutânea, espalhada por todo o corpo, e a visceral, que envolve os órgãos (fígado, pâncreas, intestino) e se acumula na cintura. Esta é muito mais perniciosa que a subcutânea, pois funciona como barreira à circulação sangüínea. Entre os problemas associados à gordura visceral estão diabetes, pressão alta, colesterol ruim e triglicérides, todos considerados fatores de risco para o coração.

O novo cálculo recebeu aval científico internacional dos responsáveis pelo InterHeart, um dos maiores estudos já feitos para identificar riscos de infarto, que envolveu quase 25 mil pessoas em 52 países. No Brasil, hoje, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), 20% dos cardiologistas daqui já dispensaram o antigo índice de massa corporal (IMC) e adotaram a roporção cintura-quadril (calcule seus dois índices no quadro ao lado).

Mate dois coelhos...

Recentes pesquisas feitas no Brasil sobre os cuidados que os homens dedicam à saúde não são nada animadoras. Segundo balanço feito pela SBC, 50% dos brasileiros entre 25 e 44 anos não praticam nenhuma atividade física. Enquanto isso, o Hospital do Coração de São Paulo chegou à conclusão de que 63% dos executivos entre 18 e 59 anos das classes A e B têm barriga.

Um bom treino aeróbico - corrida, caminhada, bike - mata os dois leões bravos: barriga proeminente e coração em risco. "O exercício melhora a capacidade cardiorrespiratória e o bem estar geral", diz Aloyzio Achutti, cardiologista do Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre. Em poucas semanas, o fôlego e a resistência aumentam. E a ansiedade e o estresse diminuem: no cérebro, eleva a produção de serotonina e dopamina, substâncias que proporcionam sensação de relaxamento.

Para estimular o trabalho do sistema cardiorrespiratório, o exercício deve ser contínuo ou de longa duração (mantido por no mínimo 15 minutos sem interrupção) e regular (praticado pelo menos três vezes por semana - quatro ou cinco são o ideal). Vale qualquer atividade que cumpra estes requisitos: caminhada, corrida, ciclismo, futebol, natação, tênis, frescobol ou pular corda. Modalidades de pouco esforço ou muitas interrupções, como golfe, tênis de dupla e voleibol, por exemplo, não trabalham tão bem o condicionamento cardiorrespiratório.

E se você vem dando uma de atleta de 1 m de semana, corre o risco de parar no hospital. "Exercitar-se apenas uma vez por semana, além de inócuo, pode ser perigoso, porque exige um esforço intenso", alerta Carlos Cintra, personal trainer especializado em fisiologia do exercício e coordenador do Jardins Fitness Club, em São Paulo.

Empurre seu limite

Caso você esteja sedentário há muito tempo, vá se condicionando e aos poucos superando seu limite para que o corpo se adapte à cobrança cada vez maior. Você pode ver que o programa das páginas seguintes propõe novos desa1 os a cada semana. "Ao final, a atividade deve se tornar parte integrante de sua rotina", afirma o autor do treino, Wanderlei de Oliveira, diretor da Federação Paulista de Atletismo e fundador do clube Corredores Paulistas Reunidos (Corpore) e da Run for Life, empresa especializada em treinamento de corrida. Pronto? Escolha o programa de sua faixa etária: não importa a idade, é hora de começar. "Se antigamente os sintomas de cardiopatias costumavam aparecer após os 50 anos, hoje jovens na faixa dos 20 são pegos de surpresa por esse tipo de problema", conta o especialista.

Fonte: Men's Health

Por: Rosana Faria de Freitas
Foto: Bob Thomaz/GettImages
Publicado 28/05/2008

8 comentários:

DuDu Magalhães disse...

Que foda. Pratico Le Parkour e essas informaçãe são extremamente válidas para minha evolução

vlw

http://visaocontraria.blogspot.com/

Cisco disse...

É bom ver um artigo assim...
Eu faço e to levando meu pai a fazer também...

Abraços
Cisco
http://borarir.blogspot.com/

Sombra, o Homem disse...

bom artigo...
exelente para quem quer praticar ou pratica esportes... principalmente corrida!!!

www.tirashd.blogspot.com
www.1irmao.blogspot.com

Thaaa ~* disse...

Gostei, Gostei :D
Eu queria praticar mais a corrida,
maas só que sempre sou convencida a jogar o velho e bom futebol.
heueheu'

Legal o artigo!

Beijo ;*
http://thasousa.blogspot.com/

Tragicomicuzinho disse...

é rapaz, tem q cuidar msm!!

abraço

APaula Campos disse...

Muito legal seu blog, é o único q conheço do segmento.

Mas eu correr?! Ai é outra coisa!

http://ofedor.blogspot.com

APaula Campos disse...

Muito legal seu blog, é o único q conheço do segmento.

Mas eu correr?! Ai é outra coisa!

http://ofedor.blogspot.com

Pedro Junior disse...

Bom legal, é sempre bom informações sobre, saúde na correria do dia-a-dia as pessoas meio q esqcen. as pessoas gastão toda a saúde para conseguir o dinheiro, depois gastão todo o dinheiro para recuperar a saúde!

t+
abtaços!

Google+